ELEIÇÃO SUPLEMENTAR SENADO | 4 ensaiam disputa à vaga de Selma

Pelo menos quatro nomes de diferentes grupos já se movimentam nos bastidores para, com a cassação da senadora Selma Arruda (PSL), decretada pelo TRE-MT nesta quarta, disputar à inédita eleição suplementar. São eles: Carlos Fávaro (PSD), Pedro Taques (PSDB), Nelson Barbudo (PSL) e Adilton Sachetti (PRB). Destes, dois tentaram o Senado em 2018.

Um dos mais animados a entrar no páreo é Fávaro. Ele acredita que arregimentaria apoio dos segmentos do agronegócio e também do governador Mauro Mendes, de cujo palanque fez parte como candidato ao Senado junto com o eleito Jayme Campos. Presidente regional do PSD e hoje tocando o escritório de Representação de Mato Grosso em Brasília, Fávaro foi o terceiro mais votado nas urnas do ano passado com 434.972 votos.

Adilton Sachetti, o quarto colocado, com 333.082, também admite concorrer novamente, mas desde que conquiste chancela do agronegócio.

Deputado federal mais votado, Barbudo espalha, em privado, que deve entrar no páreo acreditando no recall da campanha e na “onda Bolsonaro”. Também em silêncio, o ex-senador e ex-governador Pedro Taques tem dito que o pleito suplementar seria oportuno para resgatar feitos de sua gestão concorrendo a uma cadeira já ocupada por quatro anos e dela saiu com bom conceito parlamentar.

RD NEWS

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
%d blogueiros gostam disto: