Santa Rita: Família e amigos de Gabriel fazem manifesto por sua liberdade

O CASO

Familiares de Gabriel Álvaro Felizardo pedem que justiça o libere da prisão após mãe da criança confessar autoria do crime que chocou Santa Rita do Araguaia (GO). Isto porque as investigações policiais apontaram que Gabriel teria mentido em seu depoimento quando assumiu a autoria das agressões que levaram uma criança a óbito no dia 19 de abril desse ano. A mãe da criança, Jaqueline Garcia Vieira, confessou ter praticado as agressões, jogando a criança por várias vezes contra a parede.

Gabriel chegou a gravar um vídeo no dia da prisão confessando o crime. Posteriormente o Delegado Marcos Guerini descobriu que Gabriel, por achar que Jaqueline estivesse grávida e temendo também pela sua prisão, assumiu a autoria. Durante novo depoimento, a nova versão de Jaqueline foi confirmada. “Ficou evidenciado que naquela noite Jaqueline teria jogado a criança contra a parede, inicialmente por duas vezes e posteriormente por mais quatro vezes. Ficou evidenciado, por tanto, a participação exclusiva da mãe, mesmo ele tendo confessado o crime”, afirmou Guerini.

Esse é o ponto em que os familiares estão se apegando e pedindo para que Gabriel Álvaro seja liberado. “O inocente está presto até hoje e quem realmente cometeu o crime está solta. Nós da família estamos sofrendo bastante com essa situação. Desde o início não acreditávamos na culpa dele. Queremos justiça e a liberdade de Gabriel, disse Janaina Alves, tia de Gabriel Álvaro. O processo, que está no judiciário mineirense, corre em segredo de Justiça e nossa reportagem não teve acesso aos autos.

Manifestação

Por diversas vezes familiares realizaram manifestações em Santa Rita do Araguaia, pedindo que a justiça libere o Gabriel. No último domingo (09), manifestantes circularam pelas ruas da cidade com faixas, cartazes e palavras de ordem pedindo justiça. “Não vamos descansar até que ele receba a liberdade. Existem pessoas que acreditam em sua inocência e essas pessoas estão unidas. Um abaixo assinado está sendo feito e iremos entregar ao juiz em Mineiros, para tentar sensibilizar, para que o processo dele seja apreciado o mais rápido possível, finaliza Janaína.

Fonte: Verde Vale – Jota Pereira

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
%d blogueiros gostam disto: