Rachel Sheherazade processa SBT e pede indenização de R$ 30 milhões

Mídia News

A apresentadora e âncora Rachel Sheherazade, foi demitida por email do SBT, em setembro do ano passado. Segundo informações do Jornal Extra, a jornalista entrou com uma ação trabalhista na 3ª Vara do Tabalho de Osasco, na Grande São Paulo, há cerca de um mês, pedindo R$ 30 milhões de indenização da emissora.

Rachel, que esteve cerca de 10 anos como âncora do “SBT Brasil”, alega que foi contratada como pessoa jurídica, mas cumpria as mesmas obrigações dos funcionários de carteira assinada, como plantões e horas extras. Para exercer seu trabalho, ele recebia um salário de R$ 200 mil, além dos R$ 30 mil de auxílio moradia.

De acordo com as informações divulgadas, a apresentadora, quer comprovar o vínculo empregatício e desejar receber o pagamento de seus direitos trabalhistas. Rachel deixou a apresentação do telejornal sem ao menos se despedir dos telespectadores, um mês antes do fim de seu contrato, em 31 de outubro.

André Froes de Aguilar, advogado de Rachel, afirmou ao site “NaTelinha” por quais fatores a jornalista está brigando nessa ação contra o SBT. “Ela pede na Justiça a comprovação de vínculo empregatício com o SBT durante o tempo em que trabalhou na emissora e o pagamento de direitos trabalhistas. Iremos aguardar a regular tramitação da ação. (É a) famosa Fraude Trabalhista – Pejotização!”, afirmou ele.

A primeira audiência do caso está marcada para setembro desde ano. Até o momento, a emissora de Silvio Santos, não se pronunciou sobre o assunto.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
%d blogueiros gostam disto: