Mãe assume agressões que levaram criança a morte em Santa Rita

Na tarde desta segunda-feira (29) o delegado de Polícia Civil, Marcos Guerini, informou que o caso da criança morta no dia 19, em Santa Rita do Araguaia (GO), teve uma reviravolta. De acordo com Guerini a mãe da criança, Jaqueline Garcia Vieira, confessou ter agredido a filha, afirmando que havia jogado a criança contra a parede por algumas vezes. “Mesmo com a confissão do Gabriel Felizado, a Polícia Civil continuou investigando, pois, alguns fatos que não batiam. E durante uma oitiva, a mãe acabou confessando o crime”, disse Guerini.

O delegado adiantou que Gabriel não teve nenhum envolvimento no crime. “Ficou evidenciado a participação exclusiva da mãe, apesar de ele ter confessado ser o autor. Na verdade, ele fez com receio de que os dois ficassem presos e imaginando que ela pudesse estar grávida. Ele assumiu de modo que ela ficasse isenta da responsabilidade. Mas ficou evidenciado que naquela noite Jaqueline teria jogado a criança contra a parede inicialmente por duas vezes e posteriormente por mais quatro vezes”, afirma.

Guerini disse ainda que em razão das agressões a criança não resistiu e acabou falecendo. “Devido a lesão no mesmo local (cabeça) impossibilitou o socorro a criança. A Polícia Civil vai encaminhar o inquérito para o judiciário onde indiciaremos a Jaqueline ainda a ser definido ou por lesão corporal seguida de morte ou por homicídio doloso (intencional) e indiciaremos o Gabriel pelo crime de alto acusação falta, previsto no Art. 341 do Código Penal.

Fonte: Verde Vale

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
%d blogueiros gostam disto: