Alerta: Alto Araguaia enfrenta baixa procura pela vacina contra a covid-19

Réulliner Rodrigues | Assecom AIA

Mesmo com vacinas contra a covid-19 disponíveis, a imunização em Alto Araguaia (415 km de Cuiabá) enfrenta baixa procura. Conforme registros da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), até o dia 16 de agosto 9.454 pessoas foram vacinadas com a primeira dose, uma taxa de imunização de 65,56% da população-alvo, enquanto que o reforço foi aplicado em 3038 pessoas, atingindo 21,06%. De acordo com o Ministério da Saúde, a meta de vacinação para pessoas acima de 18 anos no município é de 14.420.

Em alerta, o secretário municipal de Saúde, Cleomar Vilela, pontua que novas estratégias serão discutidas para encontrar as pessoas que ainda não receberam o imunizante. “É uma questão que tem nos preocupado e o prefeito Gustavo Melo determinou que realizemos um levantamento dos dados para encontrar estas pessoas que não se vacinaram. A vacina é para todos e de direito do cidadão. Sempre reforçamos que aqueles que perderam o dia de vacinar dentro do seu grupo, ainda podem receber a primeira dose”, frisa.

Atualmente o município vacina pessoas de 18 anos acima, seguindo o Plano Nacional de Imunização e orientações da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT). A ampliação do grupo por faixa etária foi possível pela disponibilidade de imunizantes e a procura. “A cada abertura de novos grupos a procura era grande nos dias iniciais, após uma semana o número reduzia, onde avançamos para atingir mais pessoas”, explica a coordenadora da Atenção Básica e responsável pela organização das vacinas, Isabela Fraga.

Em relação à segunda dose, o secretário de Saúde reforça que para os imunizantes Coronavac, Astrazeneca e Pfizer é necessário completar o esquema vacinal. O período para receber o reforço está disponível na carteira de vacinação. “Hoje a vacinação é a nossa maior esperança de retornar mais próximo do que antes da pandemia, por isso pedimos a toda a população que não deixe de vacinar”, conclui.

A campanha de vacinação em Alto Araguaia é realizada nas cinco Unidades Básicas de Saúde (UBS) de forma itinerante, onde a cada dia uma UBS recebe a equipe de vacinação, uma estratégia utilizada para estar mais próximo do morador. Além das unidades, outra equipe percorre as regiões rurais para vacinar o público alvo.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
%d blogueiros gostam disto: